Home | A Clínica | Dra. Juliana Zochetti | Profissionais | Especialidades | Parcerias | Artigos | Eventos | Contato

Artigos

Ser Feliz

Constatei, ao longo da minha experiência profissional e pessoal também, que nós, a maioria dos seres humanos, temos a tendência a “fugir” do sofrimento. Mas isso é tarefa quase que impossível, pois o sofrer faz parte da nossa vida. Sofremos por diversas questões, sejam elas internas ou externas.

Existem pessoas que se identificam tanto com o sofrimento que acabam por tornar-se essa dor. Com isso elas acabam se afastando de si mesmas, da sua força, de todo o seu potencial de cura para essa dor, muitas vezes até, desistindo de si e por consequência, da vida.

Outras pessoas negam o sofrimento, fogem tanto dele que, para não sofrer, deixam de senti-lo e então, não sentem mais nada, sejam alegrias, tristezas, simpatia, afeição, raiva, etc. A pessoa, então, para “não sofrer”, se afasta de si e do mundo e passa a viver em um estado de dormência, de inércia.

Existe ainda um outro tipo de sofrimento, esse é mais difícil de ser percebido, que é o medo de amar, de se entregar, de realizar todo o seu potencial; medo de ser feliz. Sobre isso, já diria Dona Cano, mãe de Caetano e Bethânia, “para ser feliz é preciso ter coragem”. Ter coragem para assumir quem você é, enfrentando seu medo de não ser aceito por todos, seu medo de não ser igual ao outro. Na nossa sociedade, em que para ser considerado “normal” é necessário se “encaixar” nos padrões e viver com máscaras, assumir quem você é, é tarefa que requer muita coragem.

Precisamos ter coragem de encarar nossas dores, parar de fugir delas, pois quando as encaramos, podemos transformá-las. Só assim podemos enxergá-las como aprendizagem e crescer com elas. Isso faz com que nos aproximemos de nós, de nossas verdades e de quem somos realmente. Ao assumir quem somos de verdade, damos espaço para o outro ser quem ele é, pois o enxergamos realmente. Quanto mais nos percebemos, quanto mais formos verdadeiros com nós mesmos, mais entenderemos e aceitaremos o outro como ele é. Assim, seremos realmente felizes e, com certeza, construiremos um mundo melhor.


Rua Manoel Bandeira, 190, Vila Liberdade, Jundiaí - SP | Fones: 11 2816-3316 | 3963-2025