Home | A Clínica | Dra. Juliana Zochetti | Profissionais | Especialidades | Parcerias | Artigos | Eventos | Contato

Artigos

E foram felizes para sempre

E foram felizes para sempre. É assim que os diversos contos de fada terminam. Mas será mesmo assim? É isso que acontece nos relacionamentos reais?

Passamos nossa infância acreditando nisso e crescemos esperando encontrar o tal príncipe encantado. E, ao nos tornarmos adultos, percebemos que essas histórias não são realmente verdadeiras.

Nas minhas experiências pessoais e profissionais pude constar que, a maioria de nós, busca um relacionamento para se sentir amado, valorizado, importante. Não que esses valores não sejam importantes em um relacionamento e que sentir que o outro tem esses sentimentos por nós não seja muito bom. O fato é que nós, nos nossos sentimentos mais profundos, acreditamos que SÓ a partir do amor do outro seremos felizes, podemos nos amar, nos valorizar e sentir importantes para nós mesmo. O que acontece, então, é o que nós vemos em muitos relacionamentos: brigas por bobagem, sentimento de sufoco, separações. E por que isso acontece?

Como acreditamos que só podemos nos sentir amado se alguém nos amar acabamos exigindo um amor maior que essa pessoa pode nos dar. Assim cobramos atenção, carinho, afeto da maneira que a gente quer e não como o outro pode nos dar. Muitas vezes nem percebemos que o que o outro está nos dando também é amor, mas da maneira dele e não da minha.

Além disso, quando exigimos do outro o amor da maneira que a gente quer, nós estamos querendo preencher a nossa própria falta de amor com o outro. Não é possível dar certo, pois essa falta ninguém pode preencher, a não ser nós mesmos.

Relacionamentos podem ser agradáveis e muitos casamentos podem ser felizes sim, mas a verdade, queiramos ou não reconhecer, é que são temporários (até que a morte os separe). No entanto, o relacionamento que você tem com você mesmo é eterno. Porém, para que ele seja perfeito você deve, primeiro, amar a si mesmo.

Tendo consciência disso, é possível você saber lidar melhor com as suas próprias carências, buscando transformá-las em amor por si mesmo, tornando-se um adulto mais maduro e mais inteiro com você e consequentemente tendo relacionamentos mais fortalecidos.

"O amor ideal é somente criado entre duas pessoas sinceras,
maduras e independentes." (Daisaku Ikeda).


Rua Manoel Bandeira, 190, Vila Liberdade, Jundiaí - SP | Fones: 11 2816-3316 | 3963-2025