Home | A Clínica | Dra. Juliana Zochetti | Profissionais | Especialidades | Parcerias | Artigos | Eventos | Contato

Artigos

Gestação e Exercícios Físicos

A tão sonhada gestação ou a inesperada gestação chegou, e agora para a futura mamãe, que já estava na atividade física (caminhada, corrida, aula de dança, lutas, pilates, yoga, musculação) continua ou não na atividade? O que fazer? E a mamãe, que não está fazendo nenhuma atividade começa ou não? E agora?

Em primeiro lugar independente de praticante ou não de atividade física, você deve fazer todos os exames necessários e verificar se você e seu bebê estão bem. Feito isso e seu médico liberando o próximo passo converse com seu professor. A gestante não só pode como deve praticar atividade física. Desde que bem orientada e com a liberação médica.

O seu corpo está entrando numa fase de mudanças a cada 12 horas pelo menos ele vai sofrendo modificações que ficam visíveis a cada três meses. Com o aumento do volume abdominal durante a gestação temos umas série de mudanças no centro gravitacional (equilíbrio e locomoção), alterações posturais (mudança nas curvaturas da coluna: hiperlordose, hipercifose, aumenta da curvatura toráxica), frouxidão ligamentar e tendinosa (devido ao hormônio relaxina), síndromes dolorosas (lombar, púbica, túnel do carpo, túnel do tarso), separação da sínfise púbica, aumento do peso corporal, pressão na coluna e articulações, dores “nas costas”, dilatação abdominal e divisão da linha Alba após o segundo trimestre.

O sedentarismo antes, durante e depois da gestação contribui para aumentar fatores de risco para o desenvolvimento de doenças crônico degenerativas. Diminuindo a aptidão física, contribuindo para o aumento de peso descontrolado que pode levar a hipertensão gestacional e diabetes gestacional; dores devido às mudanças posturais e síndromes dolorosas que podem ocorrer durante a gestação, edema nos membros inferiores devido ao acúmulo de líquidos.

Os benefícios de uma mãe ativa antes durante e depois da gestação são: o controle do peso corporal (diminuindo a adiposidade [gordura] corporal da mãe), a adaptação do bebe durante a gestação ao exercício e melhor resposta metabólica quanto a peso e percentual de gordura corporal do bebê após o parto, diminui a pressão arterial, melhora resposta à insulina, melhora força muscular, aumenta a densidade óssea, previne e diminui a osteoporose, melhora a mobilidade articular, melhora a resistência física. Aumenta a autoestima e a autoimagem, diminui a depressão, mantém a autonomia da gestante, reduz o isolamento social, melhora o bem estar, alivia o stress. Diminui o risco de incidência a câncer de útero e mamas, diminui doenças vasculares, diminui risco de quedas e fraturas, melhora qualidade leite materno. Proporciona estilo de vida saudável, parto mais rápido e menos doloroso, retorno rápido ao peso, força e flexibilidade após parto, melhora digestão, aumenta reserva de energia da mãe, após 12ª semana reduz risco de sintomas de aborto. Após parto cólicas menstruais menos severas. Proporciona a recuperação da musculatura abdominal mais rápida, melhora a cicatrização, entre outros benefícios.

As atividades devem ser de leve a moderada tomando os cuidados necessários para que não ultrapassem o ritmo seu e do bebê. Se você não praticava atividade física antes tenha o cuidado de não ter uma intensidade e um volume de exercícios muito grandes. Além da liberação médica e seguir as orientações do médico, do professor é indicado um acompanhamento nutricional.

A gestante pode tanto praticar atividades aeróbias, quanto de força e flexibilidade. O ideal é se conseguir unir atividades no solo e na água assim você consegue benefícios maiores durante a gestação. Se você já é uma mãe atleta ou já pratica a atividade física reduza para uma intensidade moderada, assim você preserva a sua saúde e do seu bebê.

Muito cuidado principalmente no primeiro trimestre não faça nenhum exercício de impacto e com muitas movimentações na região do quadril, nesse trimestre o seu útero ainda está formando a placenta e o óvulo não está totalmente protegido, muita atenção nessa fase. Após o primeiro trimestre evite exercícios que você tenha q manter o abdômen para baixo. Gestante pode sim praticar exercícios abdominais, de preferência após segundo trimestre, mas sempre com o objetivo de auxiliar no parto e evitar a diástase do reto abdominal, nunca com o objetivo estético, portanto são movimentos curtos sem forçar ou apertar demais o abdômen.

Interrompa a atividade física: a qualquer sinal de sangramento ou perda de fluído, aumento da frequência cardíaca e pressão arterial, fadiga excessiva, palpitação, dor no peito, dor de cabeça insistente ou distúrbios visuais, ganho insuficiente de peso (nos últimos dois meses), dor abdominal sem causa definida, edema dor ou rubor nos membros inferiores, edema súbito no tornozelo, face ou mãos. Trabalho de parto (6 -8 contrações/hora).

Contra indicações para atividade física são gestantes com: Diabetes tipo I, histórico de dois abortos espontâneos, tabagismo, ingestão excessiva de álcool, doenças miocárdicas descompensadas, insuficiência cardíaca congestiva, trombo flebite, embolia pulmonar recente, doença infecciosa aguda, risco de parto prematuro, sangramento uterino, isomunização grave, doença hipertensiva descompensada, suspeita de estresse fetal, não estar com acompanhamento pré-natal.

Contra indicações relativas (depende muito do estado de saúde da gestante e a liberação médica periódica): histórico de sedentarismo extremo, obesidade mórbida, diabetes tipo II, hipertensão essencial, anemia, doenças tireoidianas.

O retorno à atividade física no pós-parto depende da liberação médica, da cicatrização, término do período hemorrágico, dentre outros fatores analisados pelo seu médico.

Independente da atividade que você procurar tenha em vista sempre que ela deve preservar sua saúde e a do bebê, sempre observando se você não corre risco de quedas e desequilíbrios durante a prática da atividade física. E sempre se mantenha em constante orientação de um profissional habilitado para te orientar durante a atividade física.


Rua Manoel Bandeira, 190, Vila Liberdade, Jundiaí - SP | Fones: 11 2816-3316 | 3963-2025